Atendimento Psicológico, Vamos entender melhor?
21 de Agosto de 2018
Atendimento Psicológico, Vamos entender melhor?

Quantas vezes pensamos ou conhecemos pessoas que pensam em ir a um (a) psicólogo (a) e acaba desistindo?

Acredite! Ainda há quem pense erroneamente que ir ao psicólogo é para loucos.

Há também aqueles que relutam em conduzir o problema sozinho, mesmo que não esteja conseguindo, rebatem dizendo que não querem falar de si para um (a) estranho (a), entre outros.

Mas afinal, o que faz o psicólogo?

É um profissional especializado em várias linhas teóricas, uma delas, com foco no comportamento. Esta, analisa os diferentes fatores que contribuem e/ou condicionam a maneira como as pessoas pensam, sentem e se comportam. São utilizadas várias estratégias de intervenção visando o bem-estar dos pacientes. Depende das características de cada caso, são analisados os conflitos internos, são considerados fatores que podem trazer mal-estar também as pessoas que o rodeiam, levando este a ter essa percepção, visando mudanças. Utilizando ferramentas teóricas e práticas, o profissional irá ajudar a esclarecer e ajudar na resolução de dúvidas ou problemas.

O principal objetivo é trazer a autonomia, a autoconfiança para que a pessoa se sinta segura e tranquila. Capacitando com estratégias e conhecimentos sobre si, que poderão ser utilizados sempre.

Além do preparo para ouvir, o (a) psicólogo (a) poderá ajudar com emoções e crenças (positivas ou negativas), levando ao autodescobrimento.

Quaisquer que sejam as mudanças, você sempre poderá procurar um (a) psicólogo (a), pois irá lhe ajudar a ter uma melhor adaptação ao contexto e momento pelo qual esteja passando.

Claudilene Alves de Oliveira
Psicóloga Clínica – CRP: 06/136619


Artigos Relacionados

O Lúdico no atendimento Psicopedagógico
O Lúdico no atendimento Psicopedagógico
16 de Agosto de 2018
leia mais...
Burnout: você já ouviu esse nome?
Burnout: você já ouviu esse nome?
21 de Agosto de 2018
leia mais...
Autocompaixão
Autocompaixão
14 de Junho de 2018
leia mais...