Você chora?
22 de Novembro de 2018
Você chora?

Talvez não seja muito convidativo um texto onde o assunto é chorar. Isso porque o choro tende a ser camuflado, escondido, disfarçado, mas poucas vezes assumido.

Há uma crença bem forte que se tinha antigamente de que homem não chora ou não pode chorar. Para manter a virilidade, para não demonstrar a sensibilidade, para não ser visto como fraco. Porque ao choro, de forma geral, são atribuídos esses significados – muitos errôneos - de fraqueza, sensibilidade, vulnerabilidade, entre outros pejorativos.

Mas, uma das funções interessantes do choro que às vezes queremos guardar (ou engolir como também se falava muito), é a de colocar pra fora o que não está cabendo dentro. Ou seja, externar angústias, ansiedade, raiva, alegria, empolgação, tristeza, dentre outras emoções. Em outras palavras, o choro é uma válvula de escape necessária auxiliando que internamente não nos tornemos em um vulcão.

Quem nunca chorou por algum sentimento ruim e se sentiu ao menos um pouco aliviado depois? Para os que choram com facilidade, esse alívio geralmente vem em parte com o choro.

Não há quem não chore ou nunca tenha chorado (afinal, logo que nascemos o esperado é chorar!), mas há quem chore pouco, quem tenha dificuldade, enfim, somos todos diferentes, então nisso também não seríamos iguais. O mais importante é conseguirmos externar sentimentos de alguma forma. Falo do choro por ser a mais comum, mas há quem só sorri, quem ri (de nervoso inclusive), quem conversa, escreve, enfim, variadas formas.

E você que costuma chorar não está sozinho nessa e isso é mais comum do que imagina. Quando chorar ao invés de se reprimir ou não aceitar, lembre-se que o choro é um ato natural do corpo humano e que pode trazer alívio, conforto e até equilíbrio emocional. Só fique atento se está demais (ou de menos) e, se sim, busque auxílio específico.

Mariane Escher Furtado Dantas
Psicóloga Clínica - CRP 06/108042


Artigos Relacionados

Método Self Healing e o cuidado com as articulações
Método Self Healing e o cuidado com as articulações
30 de Outubro de 2018
leia mais...
Reabilitação pós Acidente Vascular Encefálico
Reabilitação pós Acidente Vascular Encefálico
17 de Outubro de 2018
leia mais...
Punição e recompensa funcionam?
Punição e recompensa funcionam?
13 de Outubro de 2018
leia mais...